“No estamos indignados, estamos hasta los cojones”: sobre a greve dos mineiros asturianos

A greve do sector hulheiro em Espanha está a ganhar novas dimensões e a atrair as atenções dos media. A luta entra na terceira semana e a perspectiva de uma solução consensuada parece mais afastada do que nunca. É difícil perceber o carácter radical e directo das mobilizações dos mineiros espanhóis sem levar em conta as tradições de combate desse sector da classe trabalhadora, que se confronta com a extinção virtual da indústria extractiva no país. Saber se os operários das minas conseguirão arregimentar uma larga resposta social nas regiões afectadas, como conseguiram sempre, e quais os efeitos que terá um conflito social duro sobre o clima social geral são as questões que se colocam neste momento. (Pérez, Miguel, Junho de 2012, PassaPalavra)

Dia 14 de Junho de 2012, quinta-feira:

20h – Jantar Popular do Gaia

21h30 – Conversa com o historiador Miguel Pérez.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s