RDABOOKBLOC “Para que a insurreição tenha êxito, temos primeiro de nos destruir a nós próprios” – Alex Trocchi

Conversa à volta do texto editado pelas edições versus capitalismus.

“Um dos aspectos mais refrescantes da Grécia até recentemente foi a relativa falta de uma identidade anarquista. Não se poderia identificar “um anarquista” a dar um gole num café frappé nas ruas de Atenas com facilidade. Ainda que por vezes fossem vagamente contra-culturais, os anarquistas na Grécia não eram identificados facilmente através da maneira de vestir ou de ser, ao contrário de países como os Estados Unidos ou a Alemanha onde s

e desenvolveu um uniforme de anarquista verdadeiro. Isolados linguisticamente e geograficamente do continente europeu, os anarquistas na Grécia permaneceram também isolados de uma política da identidade que foi integrada no anarquismo noutros lugares, permanecendo o anarquismo grego leal a um conceito de revolução que ainda significava o derrube do estado. (…)Atraídos pelas imagens dos polícias em fogo e das ruas
destruídas, anarquistas de todo o mundo aparecerem como rebanhos na Grécia depois de Dezembro de 2008. Embora esta solidariedade faça parte de uma longa e honrável tradição exemplificada também pelas Brigadas Internacionais na Guerra Civil de Espanha, os anarquistas de fora da Grécia também trouxeram com eles um grande ênfase dado a uma identidade anarquista. Quando a insurreição falhou na sua tentativa de se generalizar numa revolução em larga escala depois de Dezembro, em vez de se analisarem estrategicamente que tácticas poderiam sustentar a insurreição, facções de tendência anarquista na Grécia recuaram para uma política anti-social baseada na identidade, culpando talvez inconscientemente a população em geral por não terem a coragem de se levantaram.”

Texto em português: http://zinelibrary.info/files/Alex%20Trocchi%20-%20Para%20que%20a%20insurrei%C3%A7%C3%A3o%20tenha%20%C3%AAxito,%20temos%20primeiro%20de%20nos%20destruir%20a%20n%C3%B3s%20pr%C3%B3prios.pdf

Texto em Inglês: http://blog.occupiedlondon.org/2012/05/08/the-book-revolt-and-crisis-in-greece-available-online/

Anúncios

4 pensamentos sobre “RDABOOKBLOC “Para que a insurreição tenha êxito, temos primeiro de nos destruir a nós próprios” – Alex Trocchi

  1. A verdadeira revolução, só existe na cabeça de cada indivíduo. Só quando esse indivíduo se aperceber da falha sistémica que o pensamento contém.
    Nem com revoluções, nem com guerras, nem com partidos, nem com ideologias, nem com capitalismos, nem com gurus ou mestres.
    Só pode haver uma verdadeira revolução no indivíduo, quando ele for totalmente livre, livre de condicionalismos e crenças, muitas delas escondidas no pensamento, ou melhor, ossificadas.
    A liberdade só pode ser obtida pelo indivíduo, quando ele observar como todo o seu pensamento se processa.
    Um tipo pode dizer: eu sou livre, porque faço o que eu quero, mas respeito o espaço dos outros… blablablabla… e vou lutar pelos direitos do povo e da igualdade… blabla… sou também um individuo de paz blalalalalala
    Tudo isto, não passa de actividades da mente, não passa de um acto egocêntrico (eu eu eu), que nos causa alguma satisfação devido a alguns dos pensamentos ossificados no sistema gerarem a libertação de endorfinas.
    Porque o indivíduo que experiência a verdadeira liberdade, não pensa nela, não formula, não idealiza, simplesmente desfruta. A mente e os seus processos não são chamados para essa actividade.
    Um indivíduo livre, não usa a mente para a experienciar a liberdade.
    observem a mente, vejam como ela é manhosa, como ela se esconde…
    Nada resolveu o sofrimento da humanidade nos últimos 5.000 anos, e nada o vai fazer, enquanto não observarmos a maneira como pensamos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s