Bookbloc da cidade – quando o discurso anti-gentrificação se torna reaccionário

Em novembro o bookbloc feminista ganha um irmão: o bookbloc sobre a organização capitalista da cidade.

Bookbloc da Cidade – sessão de Novembro

Quando: quinta-feira, 13 de novembro. 21:00
Onde: regueirão dos anjos, 49
Tema: quando o discurso anti-gentrificação se torna reaccionário
Nacio-Turistas

Há um mês atrás, numa entrevista a um blog, a historiadora Raquel Varela disse isto (Lisboa_aos_olhos_Varela) e, mais tarde, ao tentar justificar-se acrescentou isto (Negócios Lisboetas Asiáticos e Portugueses _ Raquel Varela).

Esta semana, a Câmara Municipal de Lisboa voltou a falar de uma taxa para o turismo – a cobrança de 1 euro por cada entrada em Lisboa via aeroporto e porto marítimo: http://expresso.sapo.pt/lisboa-avanca-com-taxa-de-turismo=f897440

A propósito destas e outras notícias, propomos a leitura de um texto sobre o crescimento de sentimentos racistas e xenófobos ligados ao discurso anti-gentrificação, na cidade de Lisboa.

A versão em inglês encontra-se aqui! (berlin does not love you)

E a tradução de parte do texto aqui! (Berlim não gosta de ti)

Anúncios

4 pensamentos sobre “Bookbloc da cidade – quando o discurso anti-gentrificação se torna reaccionário

      • Eu Vítor Hugo, mortal cidadão nascido em portugal, dou o nome e a cara quando necessário e expresso o que penso. A analogia está gira o que é estupido é chamar nomes a um desconhecido como faz ‘POKE’, será uma máquina, um(a) androgeno(a)?, tem medo de quê ou de quem?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s